HelpDesk Aplicativos Segunda via boleto Alô, Contador

Exata

Detalhes da Notícia

12 de Julho de 2017
DIFERENCIAÇÃO DE PREÇO À VISTA E NO CARTÃO DE CRÉDITO

Em virtude da publicação da Lei nº 13.455, de 26 de junho de 2017, que dispõe sobre “diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público em função do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado, e altera a lei nº 10.962, de 11 de outubro de 2004”, e conforme orientação da Abras – Associação Brasileira de Supermercados, salientamos aos associados que a norma em questão não obriga a diferenciação de preços, apenas a autoriza.

Para melhor entendimento do disposto, abaixo seguem esclarecimentos publicados pelo Procon de São Paulo, refletindo o posicionamento que a Abras sugere às empresas supermercadistas em todo o país.
Diante de outras dúvidas, gentileza contatar-nos: 27 3324-3599 / acaps@acaps.org.br.
 
PROCON-SP RESPONDE DÚVIDAS SOBRE DIFERENCIAÇÃO DE PREÇO À VISTA E NO CARTÃO DE CRÉDITO
 
Entidade destaca que desconto não é obrigatório e podem ser aplicados valores diferentes para outros meios de pagamento
 
A diferenciação de preço para pagamento à vista e no cartão de crédito, que era proibida, agora está definitivamente legalizada. O presidente Michel Temer sancionou, nesta segunda-feira, a medida provisória que regulamenta.
 
Diante da nova regra, o Procon-SP listou as principais dúvidas dos consumidores e respondeu a todas elas, confira abaixo:
 
Quais os instrumentos de pagamento estão inclusos nesta nova regra?
 
A lei não faz distinção, logo pode ser qualquer instrumento: dinheiro, cartão de crédito, cartão de débito, boleto etc.
 
O fornecedor é obrigado ceder desconto?
 
Não. A lei autoriza a diferenciação, não a obriga.
 
O estabelecimento pode determinar desconto apenas para alguns produtos/serviços que comercializa?
 
Sim, desde que a informação seja clara para o consumidor, não o induzindo a erro.
 
Pode haver mais do que um valor para cada item vendido pelo fornecedor?
 
O fornecedor é obrigado por lei a informar o preço à vista. Se há oferta do produto ou serviço a prazo, deve fornecer todos dados desta modalidade (juros, iof, parcelas, custo efetivo total, valor final e etc.). Se praticar diferenciação de preço em razão do prazo ou do instrumento de pagamento, terá que informar também o desconto ao consumidor.
 
Como deve ser disposta a informação dos descontos, quando houver?
 
Deverá informar em local e formato visível ao consumidor.
 
O desconto, quando houver, pode ser em forma de porcentagem?
Sim.
O desconto deve estar disposto de forma individual em cada item ou generalizada, por exemplo, apenas uma placa na loja informando um percentual de desconto para um tipo de pagamento?
Tanto faz, vai depender da conveniência do fornecedor de acordo com seu tipo/ramo de negócio/atividade.
 
Quando não houver informação de desconto na mercadoria o fornecedor pode diferenciar preços conforme a forma de pagamento?
 
O fornecedor continua obrigado a informar o preço a vista dos produtos. Se vende a prazo, continua obrigado a informar toda a composição do preço a prazo. Se optar por diferenciar preço em razão do prazo ou instrumento de pagamento, terá que informar o desconto em local e formato visível ao consumidor.
 
Fonte: O Globo (26.06.2017)
 

 

Mais Notícias

  • Foi publicada no Diário Oficial do dia 06 de julho de 2017, nova lei estadual que obriga os estabelecimentos comerciais a disponibilizarem visor voltado para o cliente junto às máquinas registradoras. Na prática, no caso dos supermercados será necessário que o monitor dos check-outs (caixas) esteja...
  • PROCEDIMENTOS APLICÁVEIS NAS OPERAÇÕES INTERNAS COM MASSAS, PANIFICADOS E BISCOITOS
    Em virtude das numerosas consultas e dúvidas surgidas a partir da publicação da Lei nº 10.630 de 28/03/17, que alterou o tratamento tributário do ICMS nas operações com massas não cozidas nem recheadas, biscoitos e pães de todos os cereais sem recheios nem coberturas, a presente comunicação tem por ...
  • Entenda a importância do backup para empresas
    No mundo da tecnologia, costuma-se dizer que, quando se trata de backups, “quem tem um, não tem nenhum”. O ato de criar cópias de arquivos, bancos de dados e sistemas operacionais inteiros está disseminado na maioria das empresas como uma das principais rotinas de segurança digital. Os b...
  • Fórum de combate à corrupção é criado no Espírito Santo
    Um acordo de cooperação técnica com o objetivo de combater a corrupção foi criado na manhã desta segunda-feira (29) no Espírito Santo. O Fórum de Combate à Corrupção no Espírito Santo (Focco/ES) reúne órgãos públicos com missão de fortalecer e aprimorar as ações voltadas para o combate às fraudes na...
  • BA: Contribuintes convocados têm até o dia 30 para emitirem a NFC-e
    Relação das empresas que deverão utilizar a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica a partir de 1º de julho está disponível no site www.sefaz.ba.gov.br. Em 2017, a obrigatoriedade valerá para todos os novos estabelecimentos inscritos no cadastro do ICMS da Bahia, exceto as microempresas. Termina no pr...
< 1 2 3 4 5 6 7 8 >
1 de 88 páginas